Esquadrias de Alumínio

Esquadrias são peças muito importantes em uma obra e nem sempre recebem a atenção que merecem, mas já está mais do que na hora disso mudar, considerando suas excelentes funções e versatilidade. Elas têm a função de vedar os ambientes contra o vento e água, de garantir a ventilação do local sempre que necessário, de reduzir os ruídos que vem das áreas externas, de proteger o interior do ambiente contra o frio excessivo e por fim, colaborar com a privacidade dos usuários do local, gerando o bem-estar de todos que ali convivem.

No entanto, o custo do material e sua durabilidade acabam pesando no momento de escolha e por isso é muito importante que uma pesquisa de materiais e preços seja feita com   antecedência. Atualmente no mercado existem muitas opções de esquadrias, e por isso decidimos escrever um pouco sobre as esquadrias de alumínio, confira abaixo:

Esquadria de Alumínio

As esquadrias de alumínio costumam ser as mais conhecidas e também as mais encontradas nas residências. Isso acontece por conta do material ser altamente resistente e o seu custo benefício acessível, além de possuir versatilidade em suas cores e texturas para proporcionar aos ambientes modernidade e praticidade.

É claro que quem trabalha no ramo já sabe, mas muitas outras pessoas não, e por isso, explicamos: As esquadrias são encontradas em dois tipos de acabamento, sendo eles: Anoizado ou com anodização (processo que cria uma camada protetora sobre o metal para aumentar sua resistência), mas como dissemos acima, é possível ter acabamentos diversos com a pintura eletrostática a pó, uma pintura que reveste o metal com uma película de pó de poliéster, não se preocupe quanto a isso!

A sua durabilidade também é um dos seus grandes diferenciais, sua garantia de fábrica geralmente é bem longa, pois com a manutenção necessária e os devidos cuidados, ela pode durar mais de 30 anos, sem restrição de uso. Elas podem ser utilizadas em qualquer local de construção, do campo ao litoral, áreas externas ou internas. Porém ressaltamos que existem níveis de proteção para serem considerado em cada local, mas deixaremos esse tema para um próximo post.

Agora que você já conhece um pouco mais sobre as esquadrias de alumínio, que tal levar esse conhecimento para outras pessoas também?! Compartilhe nosso post e continue acompanhando nossos conteúdos exclusivos!

Esquadrias para construção civil

Quando falamos sobre esquadrias na construção civil, sempre ressaltamos um dos pontos mais importantes, que é o porquê delas serem tão necessárias. E hoje nós iremos te explicar um pouco mais afundo sobre o assunto.

Em uma obra, são elas que vão garantir a vedação perfeita para a proteção interna dos ambientes, além de influenciar diretamente nas questões de calor, ventilação e iluminação da área externa para a área interna, colaborando com o bem-estar de quem vai utilizar o local no dia a dia, seja um ambiente comercial ou corporativo.

E esse é um dos motivos para as esquadrias serem tão importantes em uma construção bem estruturada, tornando-se essencial defini-las previamente, com base em suas funcionalidades, em cada projeto arquitetônico. Sabendo disso, já é possível entender que sempre existirá um “balanço ideal” em relação as características que citamos acima, influenciando na tipologia das esquadrias na hora de escolhe-las para as portas, janelas e varandas de diferentes cômodos.

Tipologia de esquadrias

É possível encontrar disponíveis no mercado diversos modelos de esquadrias para o ramo da construção civil, e é pela forma com que cada uma delas se abre, seja internamente ou externa, que definimos qual é a tipologia de cada uma.

Confira a seguir algumas tipologias que separamos para vocês:

Esquadrias: De correr

As janelas e portas de correr, se abrem e fecham sobre trilhos, que podem ter várias folhas, proporcionando ao ambiente intensidades diferentes de ventilação e iluminação.

Esquadrias: De abrir

Essas são as portas e janelas clássicas, onde apenas uma folha de alumínio abre e fecha com as dobradiças.

Esquadrias: Basculantes

Esse é o modelo que se abre com pivôs que ficam nas laterais das esquadrias. Quando aberta, uma parte é projetada para dentro e outra para fora do ambiente.

Esquadrias: Maxim-ar

Essas se abrem bem parecidas com a basculante e o diferencial é que sua folha é projetada para fora do local, chegando numa abertura de quase 90°.

Você conhece mais alguma tipologia de esquadrias para construção civil? Se sim, compartilhe conosco aqui nos comentários, e ajude outras pessoas a conhecer também!

Como inovar com esquadrias

Quando falamos em esquadrias, logo nos lembramos de “aberturas”, como as de uma construção civil, seja janela, porta, portão, etc.

Mas hoje em dia também é muito comum ouvirmos falar sobre esquadrias quando o assunto é janela ou portas de uma casa ou ambiente comercial. É obvio que a presença das esquadrias tem uma posição muito mais imponente nas grandes obras, do que em ambientes internos, que visam apenas sua estética, mas é importante ressaltar que as esquadrias, além de contribuir com a vedação de ventilação e sonorização do espaço, ajudam a contribuir na iluminação. Sendo assim, elas são importantes em quaisquer que sejam os lugares.

Ainda sobre questões de design, nos últimos tempos, as esquadrias conquistaram um espaço na decoração e na harmonização do ambiente por serem perfeitas para a separação de ambientes internos, atuando como uma divisória de alta qualidade, considerando que o alumínio é extremamente resistente e não enferruja, podendo ser pintado e modificado exatamente de acordo com as necessidades do projeto.

Proporção e harmonização

Para saber qual modelo é o mais adequado para sua construção, primeiro é necessário considerar as particularidades do local, por exemplo, se ele é úmido, como é o caso de casas de praia. É preciso pensar nesse e em vários outros fatores, desde questões físicas, a tamanho, proporção e a resistência do material que será escolhido.

Feito essas e outras considerações, as esquadrias podem aparecer em uma escala bastante variada dentro dos cômodos e instalações, como por exemplo, na sala de estar, escritórios, quartos, espaços de lazer e até nos banheiros. Um fator indispensável é escolher o material das esquadrias em harmonização ao demais elementos escolhidos para o ambiente, considerando que há a possibilidade de texturas e cores diferentes na hora da sua escolha, pois elas são altamente versáteis.

Use-as a seu favor. Suas cores e texturas são artifícios essenciais quando falamos sobre decoração de ambientes, mas o que poucos sabem é que esses recursos podem somar ainda mais quando aliados a suas qualidades acústicas.

Dia após dia, temos ainda mais certeza de que as esquadrias estão se tornando um fator indispensável no design de interiores, assim como já são em construções.

O que são esquadrias?

As esquadrias são basicamente elementos usados para o fechamento de um “vão”, ou seja, um espaço vago. Então, onde tiver uma porta ou janela, existirá também uma esquadria. Logo, toda casa ou prédio em obras, uma hora ou outra, acabará precisando de uma esquadria, pois ela é um dos itens mais importantes de uma obra, podendo variar até 18% do custo de uma construção de alto padrão.

Mas nem todas as esquadrias são iguais, elas podem possuir formatos, tamanhos e materiais diferentes, até mesmo seu modo de abrir são diferentes em alguns casos. Porém, a principal que falaremos hoje, é a de alumínio.

Confira a seguir as vantagens e suas principais características:

– Vedação;

– Acabamento moderno;

– Ventilação e Iluminação;

– Demarcação de ambientes;

– Integração de ambientes;

– Extremamente durável;

– Não enferruja.

Essas são algumas das muitas vantagens que as esquadrias proporcionam a um construção, e é por isso que com o passar do tempo elas conquistaram um grande espaço também na decoração, deixando de serem lembradas apenas como necessidade e proteção, mas também como design, pois é preciso imaginar o grande impacto que esquadrias mal planejadas poderão causar na aparência final de um projeto, influenciando diretamente tanto na fachada da construção, quanto internamente.

Já em questões de desempenho, as esquadrias precisam, obrigatoriamente, ter algumas condições principais (Vide ABCIC,1991), como por exemplo:

– Estanqueidade da água;

– Estanqueidade do ar;

– Resistencia a pressões (cargas);

– Bom comportamento acústico;

– Resistencia à manuseio.

Fora isso, lembre-se que as esquadrias também devem seguir algumas especificações técnicas, independentemente do tipo de material (Vide ABNT NBR 10.821), as exigências dos usuários do local e serem adequadas a composição arquitetônica do projeto.